0

Como trabalhar com memória nas diferentes séries?

Na pré-escola
Você pode trabalhar com memória com crianças de diferentes faixas etárias. Basta organizar as atividades de maneira apropriada para cada fase.

Na pré-escola, é possível trabalhar com as crianças a partir de 4 anos. O assunto pode ser abordado nas rodas de conversa, por meio de leituras e também de entrevistas com idosos, pais avós e funcionários da escola. É interessante que as atividades se articulem em torno de um tema e que a professora divida com o grupo as etapas e o produto que pretende realizar. O trabalho com a memória pode integrar várias das atividades a seguir:
Sugestão e escolha do tema a ser trabalhado Por exemplo, brinquedos e brincadeiras, as crianças de antigamente, as histórias das nossas avós, etc;
•  Levantamento do que as crianças já sabem sobre o assunto e do que gostariam de saber;
•  Leitura de livros que abordam a memória e a vida antigamente;
•  Escolha do entrevistado e construção de um roteiro (a lista das perguntas que gostariam de fazer);
•  Entrevista a ser realizada na classe com um idoso escolhido;
• Elaboração de pequenos textos sobre a entrevista e desenhos sobre os temas, tratados pelo entrevistado, que mais interessaram às crianças;
•  Elaboração de um produto final sobre a entrevista e as descobertas que fizeram sobre o tema: caderno, livro ilustrado, álbum de fotos.


Nas séries iniciais do Ensino Fundamental
Nas séries iniciais do Ensino Fundamental, o trabalho com a memória pode ser uma oportunidade interessante para o trabalho com diferentes tipos de texto e também com os conceitos da área de Estudos Sociais como história do bairro e da cidade, mudanças e permanências.

O trabalho com a história do bairro, a história da comunidade ou a própria escola são bons exemplos. Neles os relatos são muito importantes para trazer para as crianças as experiências e a história do lugar. É interessante que as atividades se articulem em torno de um tema e que a professora divida com o grupo as etapas e o produto que pretende realizar. O trabalho com a memória, nesta faixa etária, pode integrar:

•  Sugestão do tema de trabalho e levantamento dos conhecimentos que as crianças trazem sobre conceito de memória e sobre o tema de trabalho do grupo;
•  Registro das informações levantadas em desenho e texto;
•  Produção de autobiografias e de auto-retratos das crianças;
•  Levantamento, por meio de conversas e pesquisas com familiares, leituras de textos informativos, passeios, pesquisa em livros e na internet sobre o tema;
•  Socialização das descobertas em rodas de conversa e registro das informações coletadas por meio de construção de textos coletivos, em duplas ou individuais;
• Seleção de depoente, construção de roteiro de entrevista, preparação da entrevista envolvendo: convite ao depoente, divisão de tarefas para a entrevista;
•   Realização da entrevista;
•  Construção de textos e ilustrações sobre a entrevista;
•  Elaboração de legendas para as fotos e para os desenhos da entrevista;
•  Elaboração de produtos a partir da entrevista como: livro, exposição, mural;
•  Inserção dos conteúdos produzidos em arquivos digitais e em sites.


No segundo ciclo do Ensino Fundamental e no Ensino Médio
No segundo ciclo do Ensino Fundamental e no Ensino Médio o trabalho com a memória pode se articular às diferentes áreas do conhecimento como História, Ciências e Língua e ainda se configurar como uma interessante proposta de trabalho interdisciplinar nas áreas de Ética e de Cidadania. Os relatos podem trazer, por meio da experiência vivida, uma percepção mais humana dos fatos históricos, como a Guerra e as mudanças na cidade, e ainda a compreensão dos modos de vida de ontem e de hoje. Vários projetos com adolescentes têm propiciado aos jovens aprofundar os conhecimentos e os vínculos com suas comunidades na medida em que se aproximam das pessoas do seu entorno, suas vivências, seu cotidiano e seus problemas.
O trabalho com a memória, nesta faixa etária, pode integrar:

•  Proposta do projeto e das etapas de trabalho;
•  Sensibilização dos jovens para a memória que trazem por meio de registros autobiográficos, trabalho com fotos e objetos portadores de suas memórias;
•  Organização de grupos (3 a 4 componentes) para a realização de entrevistas;
•  Construção de roteiros e divisão de tarefas (gravação de som e imagem, fotos, entrevistadores);
•  Realização da entrevista;
•  Orientação sobre transcrição e escaneamento de imagens;
•  Edição de imagens;
•  Decisão e orientação dos grupos quanto à produção de produtos finais.


portal@museudapessoa.net

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO QUANDO VISITAR O BLOG Edna Ribeiro - Um Olhar para o Horizonte