0

Como surgiu o branco para o reveillon..





Onde tudo começou?


A inspiração veio das festas de umbanda e candomblé das praias brasileiras, quando se comemora a chegada de mais um ano e o reinado de um novo Orixá com rituais, oferendas à Iemanjá e velas acesas na praia. A beleza das festividades contaminou nosso povo e os rituais foram se espalhando por entre turistas e curiosos que gostavam de observar de longe a beleza daquelas manifestações religiosas. Pouco a pouco, as pessoas foram imitando algumas práticas e as incorporando às suas comemorações pagãs, como rituais para conquistar a boa sorte. Entre eles, as flores para Iemanjá, o hábito de pular as sete ondas e o uso das roupas brancas, já que o branco é a cor de Oxalá, maior de todos os orixás, identificado como Jesus no sincretismo das nossas religiões. Além disso, o branco é a cor da paz, o que é sempre desejável numa mudança de ciclos. A grande festa de Copacabana e o charme dos cariocas foi, sem dúvida, determinante na divulgação deste costume, que tomou conta de todo o litoral brasileiro e invadiu também as cidades. Hoje, mesmo sem saber direito o porquê, a gente se sente bem vestindo o branco, a cor da paz e da pureza, nas festas de Réveillon.

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO QUANDO VISITAR O BLOG Edna Ribeiro - Um Olhar para o Horizonte