0

O coordenador pedagógico e as novas tecnologias


 Problemática Inicial

Qual o papel do coordenador pedagógico frente às novas tecnologias na escola?

Há muito tempo temos visto e ouvido falar no impacto das novas tecnologias sobre a sociedade em que vivemos. Mas é preciso ficar claro que essas novas tecnologias nos proporcionam avanços positivos em nossas vidas, e não só apenas na hora de conseguir um bom emprego, mas também para sabermos usufruir novas maneiras do modo de existir,
As pessoas precisam estar habilitadas a utilizar terminais bancários, seus aparelhos domésticos, manipular computadores e muitas outras tecnologias que estão surgindo a cada dia.
Não faz muito tempo que as escolas aderiram a “era das tecnologias” em sua rotina, podemos notar que elas foram bem resistentes as influências tecnológicas. Só se foi dado o avanço da informática por se sentirem ameaçadas diante de tal realidade.
A entrada das novas tecnologias nas escolas deve ser encarada como uma mudança das antigas teorias, uma nova visão de mundo, e essa nova forma de pensar e agir deve partir dos educadores.


Certezas provisórias:
A educação continuada é um direito dos profissionais da educação e deve ser assegurado a todos pelo sistema de ensino. É imprescindível que o professor leia, reflita, converse e troque conhecimentos para que amplie sua visão sobre como trabalhar de forma qualificada as novas tecnologias em sala de aula.
A escola não consegue acompanhar as mudanças que estão surgindo na sociedade em relação às novas tecnologias, o coordenador como um gestor vivencia essas mudanças e influencia o exercício de sua função na escola. Seu trabalho é atingido pelas políticas que tratam da educação quando é cobrado dele o bom andamento da escola.
A formação continuada envolve relações com os saberes dos educadores, tanto dos que ele já adquiriu ao longo de suas aprendizagens quanto os que ele ainda pode adquirir, e ao participar de cursos, seminários ou qualquer outro evento que venha a lhe contribuir para sua qualificação irá deparar-se com novas propostas, levando-o a defrontar com novas idéias, o que é muito útil no campo das tecnologias.

Neste contexto afirmo que as certezas provisórias foram confirmadas pois sabemos que é papel do coordenador pedagógico a função de contribuir para uma formação continuada que ajude os professores a trabalhar de forma qualificada as novas tecnologias em sala de aula. E para que o coordenador possa cumprir essa tarefa de mediador contribuindo nesse processo de formação é preciso que ele se prepare adequadamente para isso, lendo, pesquisando, refletindo junto com seu corpo docente materiais sobre essa temática.
O coordenador deve ter muita afinidade com os softwares mais conhecidos como Word, que servirá para produzir textos, o Excel, que pode ser usado para dados de pesquisa e com a matemática em geral, o Power Point, que serve para realizar apresentações de seminários, além é claro de conhecer e saber manipular a internet que hoje em dia é a maior rede de informações do mundo. Esses conhecimentos devem ser compartilhados com os professores para que esses possam usufruir com seus alunos.
O desafio do coordenador pedagógico então é orientar, educar e ajudar professores e alunos a entender a linguagem dos novos tempos, é ser capaz de agir criticamente, e compreender a diversidade cultural nesta sociedade em constante crescimento tecnológico.

Dúvidas Temporárias:
Os profissionais estão qualificados para atender as novas exigências que a sociedade vem impondo frente a essa nova era digital que está surgindo? Levando em conta as exigências das novas tecnologias na escola e as concepções educativas que integram o educar nas propostas pedagógicas de educação nos indagamos sobre quais as conseqüências na formação do professor que está lidando com tecnologias no seu trabalho em sala de aula. Basta a formação inicial? O coordenador pedagógico está preocupado em dar suporte para sal equipe, através de formações, apoio, reuniões ou outros meios para que o educador esteja mais preparado para trabalhar com a tecnologia?

Quanto as dúvidas temporárias constatei que a maioria dos profissionais de educação não estão ainda totalmente preparados para lidar com as novas tecnologias, segundo pesquisas realizadas, o coordenador pedagógico até incentiva e abre oportunidades de formações para os professores, mas os mesmos muitas vezes não tem vontade de participar por inúmeros motivos, ou por falta de tempo, falta de vontade, locomoção, etc.
Com isso muitos ainda sentem-se intimidados e despreparados para tal situação. Acredito que as respostas para essas dúvidas não foram totalmente respondidas pois o campo dessa pesquisa é imenso, e uma das soluções razoável para essas inquietações é a iniciativa das instituições em promover as formações e bastante auto investimento, dedicação. Muitos professores terão a oportunidade de participarem de cursos de extensão, ou fazer pós-graduação no assunto, mas infelizmente muitos terão que depender de cursos promovidos pelos órgãos públicos. Ma o importante é que de alguma forma ou de outra estes profissionais invistam em sua formação, pois os alunos aprendem a lidar muito fácil com as novas tecnologias, e muitos até tendem a ensinar seu professor de como trabalhar com ela. Já é constatado que não basta para o professor sua formação inicial, e é papel do coordenador pedagógico de sua escola que o oriente e colabore para que seus alunos e professores entendam as linguagens do novo tempo, sendo capaz de aprender e considerar as diversidades culturais que a tecnologia vem desafiando

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO QUANDO VISITAR O BLOG Edna Ribeiro - Um Olhar para o Horizonte