0

Você faz uma alimentação correta?


Fonte: http://linkpink.com.br/vida-saudavel-2/alimentacao/como-fazer-uma-alimentacao-correta

COMO FAZER UMA ALIMENTAÇÃO CORRETA?

Hoje vamos falar sobre um assunto que acho ter propriedade para discutir afinal são quase 9 anos praticando diariamente a chamada REEDUCAÇÃO ALIMENTARNão se trata de um dieta maluca e nem de um milagre, está muito mais ligado a querer mudar, acreditar na mudança e realizar essa mudança. Serão hábitos saudáveis que colocarão você em dia com a balança e a saúde. Ficou interessada? REEDUCAÇÃO ALIMENTARVem comigo então!
 Para emagrecer de maneira saudável, sem passar fome, é necessário mudar seus hábitos alimentares. Pensando dessa forma precisamos fazer substituições inteligentes dos alimentos mais calóricos. Essa mudança é fácil, além de ser adequada a qualquer estilo de vida.Lembre-se: Não é passar fome e sim comer alimentos menos calóricos e melhor distribuídos entre as refeições. Exercícios físicos também lhe ajudarão nessa escalada em busca do bem estar. Veja abaixo algumas questões que são pertinentes ao tema:

1. Para ter uma alimentação equilibrada basta ficar atenta ao que coloca no prato.

Errado
Tão importante quanto selecionar bem o que come, é combinar diferentes tipos de alimentos, mastigar várias vezes cada garfada, consumir fibras, fazer uma refeição tranquila… Pouco adianta, por exemplo, consumir um bife grelhado para prevenir a anemia se ele for servido com alguma fonte de cálcio. O nutriente, encontrado no queijo, leite e derivados, dificulta o aproveitamento do ferro pelo organismo. Por outro lado, se a carne for acompanhada de um suco de acerola, que contém vitamina C, a absorção do mineral melhora em cerca de 50%.
 2. Comer salada de alface com tomate, frango grelhado e arroz integral todo dia emagrece e nutre.
Errado
Comer sempre a mesma coisa, por mais saudável que seja, não varia os nutrientes e pode causar intolerância alimentar. “Esse mal afeta as pessoas que consomem os mesmos alimentos todos os dias e durante muito tempo, prejudicando a assimilação de nutrientes e até o controle do peso. Os mais comuns são o trigo, os laticínios e a soja”, diz a nutricionista Patrícia Davidson, do Rio de Janeiro.
3. Deixar de consumir gordura dificulta a perda de peso?
Certo
A gordura é essencial para o funcionamento do metabolismo e a absorção de algumas vitaminas pelo corpo. É preciso ficar atenta ao tipo de gordura: a monoinsaturada, presente no abacate, nos peixes de água fria, como salmão e atum, nozes, castanhas, amêndoas, sementes de abóbora, linhaça, gergelim e girassol, faz com que o metabolismo funcione de maneira mais rápida. Por outro lado, a saturada, encontrada, nas carnes vermelhas e na margarina, por exemplo, provoca ganho de peso e ainda contribui para o entupimento das artérias.

 4. Comer carboidrato à noite põe o regime a perder.

Errado
Tudo depende da quantidade ingerida. Sem contar que a ausência do carboidrato faz você beliscar por causa da queda na produção de serotonina, responsável pelo bem-estar e prazer. “É graças também ao neurotransmissor serotonina, cuja produção pelo cérebro está diretamente relacionada ao carboidrato, que temos uma boa noite de sono que, por sua vez, é fundamental para a liberação do hormônio de crescimento que auxilia na perda de peso”, completa Patrícia Davidson.
5. Petiscar frutas e legumes crus é um mau hábito.
Certo
Por mais saudáveis que sejam, você deve comer a cada três horas e não de quinze em quinze minutos. Esse intervalo de três horas é mais do que suficiente para manter o metabolismo acelerado, evitar que o corpo poupe energia e manter os níveis de glicose normais – a queda acentuada leva à compulsão por doce, que é uma fonte rápida de energia.
6. Refrigerante zero engorda.
Certo
O adoçante faz o cérebro acreditar que estão chegando nutrientes. Como eles não vêm, é disparado um sinal de fome. Segundo a nutricionista Patrícia Davidson, o fato não ter calorias faz com que as pessoas aumentem a ingestão da bebida ou, então, exagerem na comida já que estão “poupando” calorias no refrigerante.
7. Tomar café facilita o acúmulo de gordura no abdômen.
Certo

O excesso de cafeína aumenta o nível de cortisol, hormônio que estimula os receptores de lipídeos da região abdominal. “O ideal é não tomar grandes quantidades de café de uma só vez e não ultrapassar quatro xícaras médias por dia”, avisa a nutróloga Tamara Mazaracki, do Rio de Janeiro. Vale lembrar que a cafeína também é encontrada nos chás preto e mate, no chocolate e nos refrigerantes à base de cola.

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO QUANDO VISITAR O BLOG Edna Ribeiro - Um Olhar para o Horizonte