O professor deve ficar atento aos alunos que apresentam problemas na comunicação. Crianças que não gostam de ler na sala de aula, resistem para responder questões, que dizem frequentemente “não sei” quando questionadas sobre algo, podem estar evitando a gagueira.
Fique atento:
- A gagueira é considerada um distúrbio ou transtorno de fluência da fala e tem como características principais repetições de sons, sílabas ou palavras, bloqueios, prolongamentos e pausas durante a conversação.
- Estudos mostram que a gagueira ocorre devido dificuldade do cérebro sinalizar o término de um som ou uma sílaba e passar para o próximo.
-Crianças pré-escolares em fase de aquisição da fala e linguagem podem apresentar disfluência transitória. Tende a desaparecer aos 7 anos e o foco do trabalho é a prevenção e orientações aos pais, criança e escola.
Promovendo a fluência:
• Prestar atenção no conteúdo da fala e não à forma.
• Deixar o indivíduo terminar de falar antes de responder.
• Olhar para o indivíduo durante a conversa.
• Utilizar palavras apropriadas à idade do indivíduo.
• Evitar uso de frases longas /realização de muitas perguntas.
• Encorajar o indivíduo a falar.
Atitudes de impacto negativo:
• Falar ao indivíduo gago para relaxar, ficar calmo, pensar antes de falar.
• Falar para respirar (antes da fala).
• Chamar de gago, criticar ou corrigir a fala.
• Interromper a criança quando está falando.
• Apressar o indivíduo a terminar de falar.

Centro de Fonoaudiologia Ligia Motta
Rua Miguel Tostes, 647/303 - Porto Alegre, RS
Email: ligiamotta@cfligiamotta.com.br
Fone/Fax: (51) 3330.9675 Celular: (51) 9977.1927
Website: projeto gráfico LM - desenvolvimento Gabriel Gama