0

Dicas para Analisar, Compreender e Interpretar Textos

http://www.mundovestibular.com.br/articles/4449/1/Dicas-para-Analisar-Compreender-e-Interpretar-Textos/Paacutegina1.html
0

LEITURA DINAMICA

http://www.algosobre.com.br/leitura-dinamica/
0

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LEITURA E ESCRITA

Diferentes tipos de Dificuldades
1) Disfalia – É uma dificuldade de compreensão ou expressão.
Encaminhar para a fonoaudiologia.

2) Dislexia – A criança apresenta dificuldades em perceber símbolos gráficos. Esse distúrbio se encontra a nível da função de percepção, memória e análise visual.
A dislexia é uma imaturidade neurológica. Não existe cura, somente uma reeducação.
A criança tem:
Dislexia visual – MEU/ MAU – dificuldade em visualização.
Dislexia auditiva – dificuldade em diferenciar o que está sendo dito
Atividades para a dislexia visual:Jogos dos 7 erros (facilitar a discriminação visual)
Blocos (seqüência de blocos)
Jogo da mímica; jogo da memória
Atividades para a dislexia auditiva:A aluna que está de camisa verde , de óculos... (direcionar a percepção visual)
Fui ao zoológico e vi um elefante e um macaco...
Atividades auditivo-visual:cama – ramo – mula – jóia = caramujo

Na dislexia, a criança precisa que este trabalho seja constante
.


3) Disgrafia – O termo disgrafia é uma dificuldade parcial, porém não possibilita a aprendizagem da escrita.

Ex.:
(inversão completa) Rute → etur
(substituição) irmão → irnao
(dissociação) cinema → ci nema
(omissão) também → tabem
(agregado) Raul → Reaul
(aglutinação) fortes e → fortese
(substituição por rotação) p / q → eixo horizontal
b / d → eixo vertical
p / d → nos dois eixos
Atividades: Caça-palavras, força, palavras cruzadas (tudo que tenha quantidade de letras – trabalhar o visual)
4) Disortografia – É o erro constante de ortografia. É uma impossibilidade de visualizar a forma correta da escrita das palavras.
Ex.: buscar no dicionário ou jogo da zebrinha.

5) Discalculia – A criança apresenta dificuldade de compreender um mecanismo do cálculo e a solução de problemas. Essa disfunção ocorre a nível dos lobos parietrais e ossiptais.

Ajudamos trabalhando o concreto.
Ex.: material dourado, escala de cuisinaire, jogos lógicos.

6) Dislalia – A criança apresenta dificuldade na articulação do fonema.

Existem crianças que nascem com dislalia biológica, que tem que fazer cirurgia, outras têm déficit de atenção.
Ex.: trava-línguas, trabalhar seqüência lógica para ajudar a organizar o pensamento.
Falar batendo palmas (sílabas)
Descrever uma figura
Na dislalia é bom pedir ajuda à fono.

7) Disfemia – (gagueira)
O que pode causar a disfemia?- questões hereditárias
- no canhoto (quando é forçado a ser destro – causa insegurança, desequilíbrio, erro de lateralidade)
- por imitação
- ambiente tenso (questão emocional)
O que se trabalhar?- relaxamento
- música
- trabalhar lateralidade (direito / esquerdo)
- repetição (trabalhar a fluência da fala)

8) TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade

O que acontece se a criança tiver o TDA, TDAH?

TDA – não traz problemas ( mais comum em meninas); tem problemas de relacionamento;

TDAH (Clássico) – tem o Déficit, impulsividade, hiperatividade (mais comum em meninos)

TDAH (Combinado) – tem o Déficit, impulsividade, hiperatividade (em alguns casos aparece junto com TODO (transtorno desafiador opositor)


É necessário (quem dá o diagnóstico é o psicólogo, psiquiatra) dar importância porque a criança, de forma geral, sofre, passa a ser perseguida.

O sintoma tem que atender há seis sintomas diferentes.
*** O professor tem que ter um olhar para ajudar a criança a superar a sua dificuldade.


Aula apresentada pela professora Patrícia Lorena Quitério
- Licenciada em Pedagogia
- Bacharel em Psicologia
- Especialista em Psicopedagogia, Docência Superior e Educação e Reeducação Psicomotora
- Mestranda em Educação Especial no 3° Período de Pedagogia da FABAT/RJ